Por que é importante desenvolver habilidades socioemocionais em crianças?

4 de janeiro de 2019
    Manter uma boa convivência com as pessoas ao nosso redor é fundamental para que se viva em um mundo melhor, no qual as pessoas possam expor os seus sentimentos e opiniões, possam se expressar e, com isso, construir um ambiente saudável, respeitando a si mesmo e o próximo. Para isso, é necessário compreender o papel das habilidades socioemocionais em nossas vidas.

    No ambiente escolar dos filhos, você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre esse tema, que é tão importante e merece olhares mais atentos. Por isso, respondemos seis perguntas para que você compreenda o que são as habilidades socioemocionais e por que elas são tão importantes em nossas vidas. Siga a leitura!

  1. O que são as habilidades socioemocionais e por que elas são importantes?

  2. As habilidades socioemocionais são, de modo geral, um conjunto de habilidades relacionadas aos nossos sentimentos, às nossas emoções e que nos ajudam a viver melhor e a nos relacionar melhor com o outro, além de promoverem o autoconhecimento.

    Essas habilidades são importantes para que haja um convívio social harmonioso, impactando em todas as atividades humanas. Além disso, as habilidades socioemocionais desempenham um papel de grande importância no futuro profissional das crianças e adolescentes.

  3. Quais são os tipos de habilidades socioemocionais?

  4. O Programa Semente, um dos diversos programas destinados à aprendizagem dessas habilidades, listou as cinco habilidades que são pilares do desenvolvimento socioemocional:

    • Autoconhecimento: essencial para que saibamos reconhecer as nossas emoções, dar nome a elas e entender como elas influenciam o nosso comportamento;
    • Autocontrole: fundamental para sabermos adequar as nossas emoções, sabendo como expressá-las, compreendendo os nossos sentimentos;
    • Empatia: com a diversidade cultural, assumir a perspectiva do outro, principalmente quando há diferenças culturais, é essencial para compreender as pessoas que vivem ao nosso redor;
    • Decisões responsáveis: em momentos difíceis, saber tomar decisões coerentes é essencial para evitar injúrias e para avaliar as consequências de nossas ações;
    • Habilidades sociais: para mantermos relacionamentos saudáveis é preciso, acima de tudo, saber falar e saber ouvir.

  5. Quais as vantagens do desenvolvimento dessas habilidades?

  6. Nas crianças, essas habilidades devem ser desenvolvidas conjuntamente pela família e pela escola. Como apontamos no post sobre [A RELAÇÃO ENTRE A FAMÍLIA E A ESCOLA], essas são as duas maiores instituições destinadas à educação de crianças e jovens. Por isso, a escola e a família devem estar engajadas na tarefa de proporcionar esse desenvolvimento.

    Dana McCoy, professora da Faculdade de Educação de Harvard, em entrevista concedida à revista Nova Escola, comenta que o desenvolvimento dessas habilidades “[…] permite ao aluno prestar atenção, lembrar de regras e informações e controlar seus impulsos. Também faz com que encare melhor situações estressantes, incluindo a pobreza e a violência”.

  7. Quais são as consequências de não saber lidar com as próprias emoções e com o outro?

  8. Não saber lidar com as emoções produz um grande impacto na convivência consigo mesmo e com o entorno social.

    A criança que não é sociável, que é triste, pode desenvolver sérios problemas psicológicos. Além disso, não saber lidar com as próprias emoções e com a condição do outro pode gerar conflitos muitas vezes irremediáveis.

  9. Existe um limite de idade para o desenvolvimento das habilidades socioemocionais?

  10. Não existe um limite de idade para o trabalho com as habilidades socioemocionais. O ideal é que esse trabalho se inicie ainda na infância, assim, desde cedo a pessoa aprende a lidar com as suas próprias emoções e com o próximo. Além disso, trabalhar essas habilidades na infância melhora o desenvolvimento nas diversas áreas do conhecimento.

    Ainda, ao desenvolver essas habilidades, a criança entende a diferença entre o que ela quer e o que ela pode ter, ou seja, os limites, que são essenciais para uma boa convivência social. Já na fase adulta, a pessoa deve buscar profissionais capacitados, para que haja um trabalho com essas emoções e com a relação entre ela e o outro.

  11. Como criar um ambiente favorável a esse desenvolvimento?

  12. De modo geral, um ambiente favorável ao desenvolvimento das habilidades socioemocionais deve ser um espaço em que a criança ou jovem possa falar, se expressar sobre os seus sentimentos e, além de tudo, aprender com eles.

    Na escola esse assunto não é novo, e conforme as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), a equipe escolar deve promover atividades que contemplem essas habilidades.

    O desenvolvimento das habilidades socioemocionais é fundamental para garantir à criança e ao adolescente um futuro melhor, por meio do controle das emoções, do saber falar e ouvir, do saber decidir coerentemente, dentre outros fatores essenciais para uma vida adulta em sociedade.

    Viu só como essas habilidades fazem a diferença na vida das crianças? Se você gostou deste post, acesse nosso blog e confira outros artigos interessantes.

Deixe um comentário
Como escolher a profissão certa antes do vestibular?Cinco tecnologias que estão revolucionando o ensino-aprendizagem

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba mais!
Publicações recentes